Dicas De Luz e Sombra Para Dar Vida a Todos Seus Desenhos

Eai, de boa? Hoje aqui você vai aprender as melhores dicas de luz e sombra para Dar vida a todos seus desenhos que vão fazer você sair na frente de milhares de desenhistas.

O que você vai estar vendo aqui hoje vai ser:

  • Qual o material você deve utilizar;
  • O estudo com coisas simples;
  • O uso de referências para te ajudar ainda mais;
  • Produção de Volume;
  • E todos os conceitos por traz da luz e sombra;

E se já não bastesse, ainda por cima vou te dar dicas extras, que foram TESTADAS POR PROFISSIONAIS e aprovadas por eles.

Então recomendo que leia esse artigo com atenção…

Sem mais demoras bora pro conteúdo massa que eu tenho preparado aqui para você.

Só pra ficar claro não coloquei todos os tópicos porque são muitos então você vai ter como uma “surpresa” alguns kkk.


A Utilização Dos Materiais “Certos”

Eu coloquei entre aspas porque não tem essa de ” Esse é o material certo, se não for esse você não vai dar conta de fazer”.

Tá ligado? não tem dessa…

Como melhorar luz e sombra no seus desenhos é saber quais são os materiais recomendados para você utilizar. 

Para o estudo de luz e sombra inicialmente eu vou recomendar que você tenha em mãos pelo menos um lápis com a graduação 6B. 

Com ele você consegue sair de um cinza bem claro até o preto total, apenas usando a pressão correta sobre a folha.

E também é importante ter uma folha com a gramatura 90 no mínimo. 

Caso você possa adquirir uma com a gramatura maior, será ainda melhor.

Então esses são esses os materiais que eu recomendo que você utilize.


Estude Coisas Simples Primeiro 

Comece só estudando com objetos simples.

Não comece a desenhar ainda.

Sejam formas simples como cubos, esferas, pirâmides etc… 

Até jarros, vasos, garrafas entre outros. 

Isso te ajudará a entender melhor como a luz e a sombra se comportam.


 Use Referências De Fotos Em Preto e Branco

O que  vai te ajudar ainda mais nesse estudo é utilizar fotos em preto e branco. 

Você também pode mudar a foto para preto e branco adicionando o filtro com algum editor de fotos.

Isso te ajuda a enxergar melhor a sombra do desenho e onde deve aplicar.

Foto do Naruto sem o filtro:

Foto do Naruto com filtro:

Viu como é muito mais fácil ver onde se encontram as sombras quando se aplica o filtro perto e branco na imagem?

Então, sei que você deve estar se perguntando “como fazer isso se eu nem sei mexer com photoshop?”

Meu caro amigo(a) você consegue fazer pelo seu celular, com um simples aplicativo chamado Snapseed.

Um aplicativo do próprio Google ainda por cima.

Esse daqui olha:

O Mesmo Desenho com o Foco de Luz em Lugares Diferentes

Vamos supor que você pegou um cubo para estudo, lembre-se também da dica sobre estudar com coisas simples.

Se você tiver uma luminária vai ser ainda melhor, então pegue esse cubo e posicione em algum lugar fazendo com que o foco da luz venha de cima do cubo e tire uma foto de vários ângulos diferentes. 

Depois mude o foco da luz pro lado esquerdo e faça o mesmo, e depois no direito e assim vai… 

Você pode brincar muito com esse exercício, é o que o torna interessante e divertido de se fazer. 

Também é legal fazer o mesmo com a luz de velas, lanternas etc… 

Cada tipo de iluminação, vão fazer sombras diferentes.

Por enquanto isso foi só a base para você ter uma noção do que estudar.


Aprenda a Criar Efeitos de Luz e Sombra Em Seus Desenhos

Luz e sombra são alguns dos elementos cruciais para diferenciar obras amadoras daquelas com um aspecto profissional. 

Com elas é possível definir e caracterizar o volume dos objetos, criando assim desenhos artísticos.

Se você ainda não sabe como fazer isso, confira as dicas que preparei para te ensinar passo a passo sobre como aplicar sombras, que podem transformar simples linhas em um desenho tridimensional.


Produzindo volume

Quando criamos contornos em um desenho, definimos apenas as bordas visíveis, no entanto, para se ter uma noção melhor de luz e sombra é preciso trabalhar também com o volume, que é utilizado para diferenciar um objeto do espaço no qual ele está inserido.

Quando se quer obter essa diferenciação se faz necessário valorizar a intensidade das sombras. 

Ou seja, quanto mais luz você trabalhar incidindo sobre o desenho, maior será o volume do objeto em questão.

A técnica geralmente é utilizada em desenhos realistas.

Misturar esses dois tipos de desenhos pode ser confuso, por isso recomendo que você aprenda uma técnica de cada vez.


Confira a diferença de um desenho com sombra

A Figura A-1 ilustra dois objetos com a mesma forma, tamanho e proporção, contudo, como você pode observar, ao adicionar sombras é possível transformar um círculo em uma esfera. 

Ou seja, utilizar traços e cores para dar profundidade, reflexo e volume possibilita a transformação de um círculo bidimensional em um objeto tridimensional. 

Lembramos que essa é apenas uma das possibilidades do uso de luz e sombra, há outras mais interessantes que você pode praticar em casa. 

Pratique os efeitos de luz e sombra!

Tomando a Figura A-1 como base, tente transformar um círculo em esfera. 

Ou ainda um retângulo em uma elipse. 


Estrutura da Luz e Sombra

A luz e sombra é a parte do acabamento mais importante, não dá para você imaginar um objeto finalizado se este não tiver luz e sombra.

Antes de desenhar a luz e as sombras que você vê, você precisa treinar seus olhos para ver como um artista.

Os valores são os diferentes tons de cinza entre o branco e o preto. Os artistas usam valores para traduzir a luz e as sombras que vêem em sombreamento, criando assim a ilusão de uma terceira dimensão.

Eclosão e sombreado são técnicas simples e divertidas para a elaboração de sombreamento.

Uma gama completa de valores é o ingrediente básico para o sombreamento. Quando você pode desenhar lotes de valores diferentes, você pode começar a adicionar sombreamento e, portanto, a profundidade, para seus desenhos. 

Com o sombreamento, a ilusão mágica de realidade tridimensional aparece em seu papel de desenho.

Se o objeto for iluminado por todos os lados ou se tiver sombra ou escuro por todo os lados, ele não aparece, ou seja, você verá tudo claro ou tudo escuro.

Então é necessário determinar uma fonte de luz para iluminar o objeto, iniciando assim a forma do mesmo.

Com essa fonte de luz pronta, você precisará texturizar, escolher os lados e as faces do objeto que não receberão a luz para poder escurecer essas faces juntamente com essas texturas,  formando assim, o volume.

Com isso, é importante aprender que a iluminação poderá ter até 5 partes:

  1. Brilho, ou seja, a área que não será pintada, representando a área de maior concentração da luz.
  2. Meio tom
  3. Sombra
  4. A luz refletida
  5. Sombra projetada

 Veja os exemplos:

Obs: Nem todo desenho precisará ter necessariamente essas 5 partes, porém não esqueça que Luz e Sombra é fundamental para dar volume e forma ao desenho.


Sombra própria e projetada

Num desenho em duas dimensões, a luz e a sombra são elementos que definem e caracterizam o volume do objeto. 

O volume é o que distingue os objetos que nos rodeiam.

Este depende da luz que recebe, e por consequência das sombras que este produz.

Podemos definir dois tipos de sombras: 

  • as próprias 
  • as projetadas.

As sombras próprias são as que originam o objeto em si próprio e as projetadas são aquelas que ele produz nas superfícies vizinhas.

Observe a figura acima, você pode ver que através dos efeitos de luz e sombra, um simples círculo virou uma esfera ao fazer volume com sua própria sombra. 

Mas quando se acrescenta a sombra projetada o objeto deixa de estar no espaço vazio.

Também se deve ter em consideração os reflexos produzidos pela luz, que projetam as superfícies ou objetos vizinhos já que estas aclaram a sombra própria.

Entre a luz e a sombra há uma zona de transição ou de “meia sombra” que pode variar em extensão dependendo da intensidade da luz.

E dependendo da graduação do cinza que você colocar no seu desenho, ou seja, se você apertar mais o tom no papel deixando a sombra mais escura e a sombra projetada super escura. 

Você pode, através do seu desenho, especificar do que é feito o seu objeto. 

Veja o exemplo:

Mas não basta só um lápis de grafite macio, a gramatura do papel influencia muito no efeito dos desenhos, por exemplo, você não conseguirá reproduzir todos esses efeitos num papel sulfite , no qual, sua gramatura é de 75g/m 2. 

É necessário papel com gramatura acima de 140g/m2.


Um exercício que vai te ajudar muito 

Os desenhos podem ser feitos da observação de quaisquer imagens, a partir do real ou de fotografias.

Preparatório escalas de luz e sombra:

Antes que você possa desenhar os valores apropriados que ilustram a luz e as sombras corretamente, você precisa ser capaz de identificar visualmente o seguinte: 

  • Fonte de luz: A direção da qual se origina uma luz dominante. A colocação desta fonte de luz afeta todos os aspectos de um desenho. 
  • Sombras: As áreas em um objeto que recebe pouca ou nenhuma luz.
  • Sombra projetada: A área escura sobre uma superfície adjacente onde a luz é bloqueada pelo objeto sólido.

A fonte de luz diz-lhe onde desenhar todos os valores de luz e sombras.

É necessário um pouco de prática para localizar a fonte de luz, sombras e sombras projetadas em torno de um objeto. 

Assim que escolher o objeto a ser desenhado, pergunte a si mesmo as seguintes questões:

  • Onde estão os valores de luz? Olhe para as áreas mais claras sobre o objeto. Da luz mais brilhante até as mais leves.
  • Onde estão os valores escuros? Valores escuros, muitas vezes revelam as seções do objeto que estão na sombra. Ao localizar sombras, normalmente você pode identificar a fonte de luz. 
  • Onde está a sombra? A seção da sombra mais próxima do objeto é geralmente mais escura em um desenho. Ao localizar a sombra de um objeto, você pode facilmente descobrir a direção de onde se origina a fonte de luz.

Eai curtiu esse artigo?

Espero de coração que ele tenha te ajudado de alguma forma…

Então até o próximo post…

Um forte abraço…

Miguel Messias – meuanimeart.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.